Doações para Pinheirinho

por Alex Castro

As informações abaixo são via Danieli e Violeta Inexistente:

Acho que todo mundo sabe da desocupação brutal da comunidade de Pinheirinho. São mais de 6000 desabrigados. Estão em alojamentos precários, e os que não estão nos abrigos oficiais (sem a menor condição sanitária) dependem de doações, porque a prefeitura não está repassando nada. Um monte de gente maravilhosa se mobilizou pra coletar doações (não ouso citar nomes agora, pra não ser injusta). Até o momento, há locais em SJC, em Jacareí e em São Paulo. Segue a lista, atualizada até as 7:30 do dia 27/01.

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS
Igreja N. Sra Perpétuo Socorro, Av. Angelo Belmiro Pintus, 320. Campo dos Alemães. (fonte)
SINDICATO DOS METALÚRGICOS: Rua Maurício Diamante, 65 (fonte)

SÃO PAULO
Central Sindical Conlutas: Rua Boa Vista, 76 – 11° andar Centro – São Paulo/SP – Telefone: (11) 3107-7984
Sindicato dos Metroviários: R. Serra do Japi, 31 (próximo ao metrô Tatuapé), das 9 às 18h Tel: (11)2095-3600
Sintrajud: Rua Antonio de Godoy, 88 – 16 andar, perto da Sta. Efigênia, metrô São Bento (fonte)
RAÇÃO PARA CÃES E GATOS: Mister Vet: Rua Turiassú, 713, Perdizes, tel: 3673-4028 (fonte)

JACAREÍ:
SINDICATO DOS METALÚRGICOS: entre o posto 9 de Julho e o correio Rua José de Medeiros, nº 80 (fonte)

A princípio, a necessidade são alimentos (principalmente leite), produtos de higiene, mamadeiras, fraldas, ração e colchões.

DOAÇÕES EM DINHEIRO
Banco do Brasil
Agência: 4223-4
Conta Corrente: 8908-7
Central Sindical e Popular Conlutas
(fonte)

O transporte está sendo feito pelo Conlutas, que tem estrutura. Felizmente não vamos precisar incomodar os voluntários, pelo menos por enquanto :)

Bastante gente está se manifestando pra ajudar. É lindo ver isso.
Esse post será atualizado sempre que alguma informação nova surgir.

* * *

Qualquer novidade, avisem.

Campanha Inverno Quente

De 17 de junho a 17 de julho, o Viva Rio realiza mais uma edição da campanha Inverno Quente. “Esta campanha, que o Viva Rio faz todo ano, tem como principal objetivo criar uma ponte entre o doador solidário, frequentador de shoppings, academias e do Metrô, e as comunidades de baixa renda, levando um pouco de calor para o inverno dos seus moradores”, disse a coordenadora do Programa de Voluntariado do Viva Rio, Cibele Dias.

Em parceria com o Metrô Rio, alguns shoppings e com a campanha interna da empresa Rio360, a campanha arrecadará agasalhos, cobertores e roupas de frio (novos e usados) para serem doados a comunidades de baixa renda, instituições de caridade, asilos e creches do Rio e Grande Rio. “Este ano também vamos enviar parte das doações para o projeto Recomeçar em Teresópolis e Friburgo”, informou Cibele.

As comunidades e instituições de caridade (creches comunitárias, orfanatos, asilos, abrigos de moradores etc.) beneficiadas com as doações arrecadadas serão aquelas das áreas próximas aos shoppings parceiros da campanha, assim como as instituições que já possuem cadastro junto ao Programa de Voluntariado do Viva Rio. “Nós estamos abertos a novas parcerias com instituições que ainda não possuem cadastro conosco”, informou Cibele.

Conheça os postos de coleta das doações:

- Sede do Viva Rio (Rua do Russel, 76, Glória – em frente à estação do Metrô)
- Metrô Rio – estações Largo do Machado, Catete, Glória, Carioca, Central, Arco verde e G. Osório (de 20 de junho a 20 de julho)
- Shopping Rio Design Barra
- Shopping Ilha Plaza
- Top Shopping
- Shopping Iguatemi
- Recreio Shopping
- Center Shopping
- Marapendi Shopping
- Nilopolis Square
- Botafogo Praia Shopping
- São Gonçalo Shopping
- Shopping Nova America
- Shopping Bay Market
- Shopping Rio Sul
- Academia Club Six Gym
- Shopping Downtown (de 1º a 31 de julho)
- Vertical Shopping
- Itaipava Shopping
- Rio Design Leblon
- Madureira Shopping

Pode até não estar chovendo, mas o Projeto Enchentes continua vivo. Entre uma enchente e outra, gostaríamos de manter esse site como uma central de filantropia, voluntarismo, ativismo social.

Não temos equipe paga. Somos também um “serviço” totalmente voluntário, mantido por profissionais com trabalhos e famílias. Ou seja, precisamos da sua ajuda.

Conteúdos que gostaríamos de ter:

- Follow-ups das chuvas do verão.
- Depoimentos de vítimas ou voluntários das chuvas.
- Depoimentos de voluntários e ativistas sociais de todas as áreas.
- Perfis de entidades filantrópicas & ONGs,

Quer participar? Quer ajudar?

A hora é agora. Não vamos esperar as barreiras começarem a cair.

HemorioO grande número de vítimas da tragédia está esgotando os bancos de sangue do Rio de Janeiro.

O hemocentro fica na Rua Frei Caneca, 08 – Centro e funciona das 7 às 18 horas, todos os dias, inclusive sábados, domingos e feriados. Mais informações podem ser obtidas através do Disque-Sangue (0800-282 0708), que esclarece dúvidas e agenda o horário de doação no Hemorio com hora marcada.

As vítimas estão sendo socorridas no Hospital Municipal Albert Schweitzer, em Realengo – caso esteja perto, não sei se é possível doar diretamente lá, ligue para o telefone acima e se informe.

Lembre-se que o Hemorio tem restrições medievais; não podem doar sangue homo ou bissexuais; quem fez tatuagem há menos de um ano; quem teve mais de dois parceiros sexuais no último ano.

Vamos lá, cariocas. Doem sangue.

Doe Sangue

POSTOS MÓVEIS MPRJ – PMT – DETRAN/RJ para CADASTRAMENTO DE DESAPARECIDOS e IDENTIFICAÇÃO CIVIL

O Ministério Público, o SOS CRIANÇA e a Ouvidoria do Município de Teresópolis estarão fazendo atendimento à população da Zona Rural para cadastramento das pessoas desaparecidas e o DETRAN estará à disposição para as pessoas que necessitam da 2ª via da carteira de identidade. Para o cadastramento das pessoas desaparecidas será necessário que a pessoa declarante saiba informar as características físicas e, se possível, trazer uma fotografia da pessoa desaparecida e o número de algum documento de identidade, se houver.

Agenda para 26.01.2011

Equipe 1 – BONSUCESSO:
LOCAL DE BASEAMENTO – POSTO DE GASOLINA DE BONSUCESSO – Rodovia RJ 106

HORÁRIO de ATENDIMENTO À POPULAÇÃO – das 9:00 horas às 17:00 horas

Equipe 2 – PESSEGUEIRO:
LOCAL DE BASEAMENTO – IGREJA CATÓLICA DE PESSEGUEIRO (ao lado do POSTO DE Saúde) – Rodovia BR 116

HORÁRIO de ATENDIMENTO À POPULAÇÃO – das 9:00 horas às 17:00 horas

Agenda para 27.01.2011

Equipe 1 – VIEIRA:
LOCAL DE BASEAMENTO – IGREJA CATÓLIA DE VIEIRA – Rodovia RJ 106

HORÁRIO de ATENDIMENTO À POPULAÇÃO – das 9:00 horas às 17:00 horas

Equipe 2 – Água Quente:
LOCAL DE BASEAMENTO – MERCADO DO PRODUTOR DE ÁGUA QUENTE – Rodovia BR 116

HORÁRIO de ATENDIMENTO À POPULAÇÃO – das 9:00 horas às 17:00 horas

(Fonte)

Outras formas de ajudar

Teresópolis, 20 de janeiro de 2011 – Tem início nesta sexta-feira, 21 de janeiro, o cadastramento das famílias desabrigadas em Teresópolis para serem atendidas pelo aluguel social. Um grupo de 20 profissionais da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, entre psicólogos e assistentes sociais, além de voluntários com experiência em cadastro, está sendo capacitado para inscrever as famílias. O treinamento é coordenado por técnicos da Secretaria Estadual de Assistência Social e Direitos Humanos.

As inscrições serão feitas nos 31 abrigos espalhados pela cidade. O trabalho dos cadastradores será supervisionado pela Superintendente de Proteção Social Básica e Especial da Secretaria Estadual de Assistência Social, Heloísa Helena Mesquita Maciel. “Têm prioridade todas as famílias que se encontram alojadas nos abrigos de Teresópolis”, explicou.

Segundo a Subsecretária Estadual de Assistência Social e Descentralização de Gestão, Nelma de Azeredo, que montou um gabinete de emergência na Prefeitura desde o dia 12 de janeiro, o compromisso das frentes de trabalho nesse momento é com o bem-estar da população. “Trabalhamos empenhados para transformar a realidade em que vivemos. Colocamos nossos esforços e determinação em busca dos resultados que precisamos obter”, comentou.

“As equipes da nossa secretaria trabalham incansavelmente no atendimento às vítimas das chuvas. Com esta soma de esforços vamos ajudar a cidade neste processo de reconstrução”, avaliou o Secretário de Desenvolvimento Social de Teresópolis, Rudimar Caberlon.

O benefício

Com o valor de R$ 500, o aluguel social será pago por 12 meses, conforme anunciado pelo Governador Sérgio Cabral, que esteve em Teresópolis nesta quinta, 20, para assinar o convênio entre o Governo Estadual e as prefeituras dos sete municípios devastados pelas chuvas. O cadastramento será processado pelo Proderj, que vai criar um banco de dados dos beneficiários. O aluguel social será pago pela Caixa Econômica Federal, por meio do cartão do Bolsa Família ou conta corrente simplificada aberta nas agências do banco nos municípios atingidos.

Documentos
As famílias que tiverem perdido todos os documentos receberão uma Declaração Especial para Beneficiários Localizados em Municípios em Estado de Emergência. De posse desse documento, a família cadastrada poderá retirar o benefício na agência da Caixa. Para quem também perdeu o cartão do Bolsa Família, o procedimento é o mesmo. Além disso, o Detran mantém posto móvel no Ginásio Pedrão (Rua Tenente Luiz Meirelles, 211 – Várzea) para que os desabrigados possam retirar gratuitamente a segunda via da carteira de identidade, a fim de agilizar o pagamento de benefícios sociais.

(Fonte)

Para ajudar os desabrigados

Semdes, Defesa Civil e Cruz Vermelha se mobilizam para ajudar vítimas de deslizamentos no RJ
Data de publicação: 18/01/2011 12:42
A Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social – SEMDES, tendo em mente o sofrimento e a situação calamitosa pelas quais estão passando milhares de pessoas na região serrana do estado do Rio de Janeiro decidiu, juntamente com a Defesa Civil e o Ministério Público do Estado, realizar uma reunião com a Cruz Vermelha na manhã de hoje, dia 18, para coordenar a coleta de donativos para as vítimas dos deslizamentos.

A reunião definiu a estratégia usada para organizar a triagem do material arrecadado, que será feita no Ginásio Humberto Neri, o Machadinho, por membros da Cruz Vermelha, da Guarda Municipal e do Plantão Social da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social – Semtas. O arrecadado em todos os postos de coleta da cidade será direcionado ao Machadinho

“O Machadinho também será ele próprio um posto de coleta 24 horas, estando sempre uma pessoa responsável para receber doações”, afirmou Coronel Marcos, diretor da Defesa Civil. O secretário da Semdes, Carlos Paiva, incumbiu a Guarda Municipal de realizar a segurança do material coletado, para evitar roubos ou desvios.

Além do Machadinho, agora também recebem doações a sede da Defesa Civil, a sede da Guarda Municipal e a sede da Semtas.

Quanto à quais itens devem ser doados, o Coronel Fernando Alves, colaborador da Cruz Vermelha, responde: “Nós precisamos de alimentos não-perecíveis, água mineral, roupas, leite em pó, fraldas e itens de higiene pessoal e de limpeza. Qualquer ajuda é bem-vinda, e pedimos que todos colaborem”.

Vale ressaltar que caixas de papelão e embalagens para refeições, as “quentinhas”, também são importantes, e empresas do setor estão sendo contatadas para realizar doações.

“Se estivéssemos passando por situação parecida, nossos colegas do Rio [de Janeiro] não iriam nos deixar na mão. Nós não podemos falhar com essas pessoas agora, precisamos fazer o que for possível para ajudar”, disse Carlos Paiva, secretário da SEMDES.

A Cruz Vermelha está estudando junto à FAB a disponibilidade de aviões para o transporte de todo o material arrecadado antes do final do mês.

Estavam presentes à reunião a Presidente da Cruz Vermelha no estado do Rio Grande do Norte, Francisca Montenegro, acompanhada pelo colaborador Coronel Fernando Alves, também da Cruz Vermelha , o diretor da Defesa Civil de Natal, Coronel Marcos Pinheiro, a coordenadora do Plantão Social da Semtas, Lucilla Lima, representantes do Ministério Público do Estado do RN, e o secretário da SEMDES, Carlos Paiva.

Os postos de doação da Cruz Vermelha/Defesa Civil agora são:

  • Natal Shopping (estacionamento superior)
. Praia Shopping (caixa de coleta no corredor principal)
  • Ministério Público do Estado (Rua Promotor Manoel Alves Pessoa Neto, 97. Candelária)
  • Promotoria de Justiça (Rua Floriano Peixoto, 550, Petrópolis)
  • Corpo de Bombeiros (Avenida Alexandrino de Alencar, 959, esquina com a Prudente de Moraes)
  • Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social – Semtas (Av. Bernardo Vieira, 2180, Dix-Sept Rosado)
  • Sede da Defesa Civil de Natal (Machadão)
  • Sede da Guarda Municipal de Natal (Av. Rui Barbosa, 345. Lagoa Nova)
  • Centro de Triagem de Doações – Cruz Vermelha/Defesa Civil (Machadinho) – 24 horas

Devem ser doados: alimentos não-perecíveis, água mineral, roupas, leite em pó, fraldas descartáveis e itens de higiene pessoal e de limpeza.

(Fonte)

Outras formas de ajudar

O grupo Minha Ajuda – Sua Casa está recolhendo donativos para as vítimas das chuvas na Região Serrana do RJ todos os dias, das 12 às 19 horas, no Parque dos Patins da Lagoa, até o próximo sábado, 22 de janeiro. Fiquem atentos ao twitter @minhaajuda e ao perfil no Facebook, que sempre informam quais itens estão em falta.

Funcionamos assim: o que falta para completar um caminhão perfeito para seu destino, pedimos aqui, 6.800 pessoas são impactadas em um primeiro post. A onda começa. Invariavelmente em menos de 30 minutos, com a sua ajuda, os itens chegam, são triados, embarcam e chegam no mesmo dia ao nosso ponto central. Daih entregamos em carro, Van 4×4 e motos. Nosso segredo: você! #minhaajudasuacasa

http://www.minhaajudasuacasa.com.br/

http://www.facebook.com/minhaajudasuacasa

Outras formas de ajudar

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro está colhendo dados sobre desaparecidos na catástrofe da Região Serrana e cruzando-os com dados de hospitais e do Instituto Médico Legal. Para isso, os dados são reunidos no Programa de Identificação de Vítimas, o PIV, que recebe dados pela internet, incluindo fotos dos deseparecidos. O MP também recebe os dados pelos telefones 121 e (21) 2283-6466 todos dos dias, das 8 às 18h.

Pessoas atingidas pelas enchentes poderão dar entrada no FGTS

Teresópolis, 19 de janeiro de 2011 – A agência da Caixa Econômica Federal em Teresópolis disponibilizará a partir desta quinta-feira, 20, um posto de atendimento para as pessoas vítimas das enchentes no município. O núcleo funcionará no terreno da Congregação Missão Batista da Várzea, localizada na Av. Lúcio Meira, 833, na Várzea, em frente ao Supermercados ABC. No local, as pessoas poderão dar entrada no FGTS e receber o Cartão Cidadão. O horário de funcionamento do posto será das 9h às 18h e a agência da Caixa em Teresópolis também estenderá seu horário: 9h às 18h.

Para o primeiro atendimento não tem problema se a pessoa não tiver a documentação necessária, mas para sacar o valor a que tem direito precisará apresentar:

  • Carteira de Identidade, ou, alternativamente, carteira de habilitação ou passaporte ou o novo modelo da carteira de trabalho com código de barras;
  • Comprovante de residência ou Declaração de endereço residencial obtido na Prefeitura;
  • Carteira de Trabalho (O documento não é obrigatório, mas acelera o processo de atendimento);
  • Cartão do Cidadão (opcional).

(Fonte)

Afetados por chuva podem solicitar FGTS a partir de quarta, diz Caixa
Liberação começa apenas para Nova Friburgo, Teresópolis e Petrópolis.
Caixa prevê atender 90 mil pessoas nos 7 municípios atingidos.
Darlan Alvarenga Do G1, no Rio de Janeiro

A Caixa Econômica Federal (CEF) informou nesta terça-feira (18) que os moradores de Nova Friburgo, Teresópolis e Petrópolis, três das cidades devastadas pelas chuvas na Região Serrana do Rio de Janeiro, poderão solicitar a liberação dos saques dos recursos do FGTS a partir desta quarta-feira. Para as outras cidades o início ainda depende da apresentação de documentação das prefeituras delimitando as áreas afetadas.
A presidente da Caixa, Maria Fernanda Ramos Coelho, que visitou nesta terça a região junto com ministros e o governador Sergio Cabral, informou que a liberação do FGTS vai ocorrer em até cinco dias úteis após a solicitação pelo trabalhador.
Para conseguir sacar o recurso, o trabalhador terá que apresentar um documento com foto que comprove a sua identidade, como RG ou carteira de trabalho, e um comprovante de residência. Caso tenha perdido esses documentos, é possível apresentar algum documento da prefeitura comprovando que seja morador das áreas delimitadas no decreto de calamidade pública.
“Ninguém precisa ficar com medo de não receber”, disse a presidente da Caixa, informando que os valores que podem ser sacados já estão bloqueados para os pagamentos.
A previsão da Caixa é que 90 mil pessoas tenham direito ao saque antecipado nos sete municípios afetados, sendo 70 mil em Nova Friburgo, 7.500 em Teresópolis, 2 mil em Petrópolis, 3.700 em São José do Vale do Rio Preto, 900 em Sumidouro e 200 em Areal.
O valor máximo do saque está limitado a R$ 5,4 mil. A Caixa não tem uma previsão do total que deve ser sacado mas, nas três cidades onde o saque poderá ser solicitado a partir desta quarta, o total em depósitos no Fundo chega a R$ 492 milhões.
“Em três semanas a gente prevê que todas as pessoas que apresentarem a documentação possam ter recebido”, afirmou Maria Fernanda.
Em caso de falecimento do beneficiário, o saque depende da apresentação da certidão de óbito e da entrada desses documentos junto ao INSS. Nesse caso, no entanto, pode ser sacada a totalidade do valor existente na conta.
A Caixa informou ainda que dará prazo de carência de 90 dias e moratória de multa e juros nos contratos de crédito comercial e habitacional de pessoas físicas e jurídicas dos municípios atingidos.
Agências móveis e horário de atendimento ampliado
A Caixa informou ainda que, na cidades de Nova Friburgo e Teresópolis, serão montadas agências temporárias e postos móveis, em trailers, para atender especificamente aos pedidos de antecipação do FGTS. O horário de atendimento também foi estendido, e as agências funcionarão das 9h às 18h de segunda a sexta, e aos sábados das 9h às 13h. A Caixa já deslocou para a Região Serrana 80 funcionários de outras cidades e afirma ter um banco de 300 voluntários.
Em Teresópolis, o posto temporário está localizado na Avenida Lúcio Meira, 88, na Igreja Batista, e a agência móvel ficará na Praça Baltazar da Silveira, junto a Igreja da Matriz. Em Nova Friburgo, o posto temporário será instalado no prédio da Secretaria Municipal de Cultura, na praça Getúlio Vargas, e a agência móvel está ao lado da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), junto a agência de Conselheiro Paulino.
Nas cidades de Areal, Sumidouro e São José do Vale do Rio Preto, empregados da Caixa atenderão em espaços cedidos pelas prefeituras em datas e horários ainda a serem definidos.
A Caixa informou que em função das chuvas ainda está com três agências inoperantes na região: duas em Friburgo e uma em Bom Jardim.
Na última quinta-feira (13), o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, anunciara a liberação de recursos do FGTS para as vítimas das chuvas. “A liberação é imediata. Os moradores podem procurar a partir desta sexta (14) as agências da Caixa Econômica para sacar os recursos”, disse Lupi.
Inicialmente, cada trabalhador teria direito a sacar até R$ 4.650, correspondente ao valor de dez salários mínimos de 2009, mas nesta segunda-feira (17), o valor foi ampliado para R$ 5,4 mil (o atual valor do salário mínimo é R$ 540).

(Fonte)

Onde retirar a segunda via dos documentos